Propomos uma análise que coloca a culpa e a afetação para longe e nos convida a pensar que o mercado de luxo está aí para nos fazer felizes!

Desde os primórdios de sua existência, as pessoas tem fascínio por se diferenciar dos demais. É, basicamente, uma necessidade humana destacar seus atributos, pessoais ou materiais, a fim de construir sua individualidade, seja para si mesmo ou para a comunidade ao seu redor.

No decorrer da história, a definição do que representa o luxo foi se transformando; o que podemos perceber, hoje, é que, independentemente da época, o luxo representa distinção. Ele é aquilo que vai despertar desejos, mas só poderá ser adquirido por um determinado grupo de pessoas, sendo assim, hierarquizante e, de certa maneira, exclusivo.

O luxo na moda desperta deslumbramento, encanto, esplendor, e, não à toa, criou um mercado de império dos desejos, no qual sonhos podem ser realizados – nem sempre por frivolidade ou capricho. Todos têm direito legítimo de viver a emoção da concretização de suas aspirações, sejam elas materiais ou não.

A história sobre o luxo

Nosso conceito moderno desse assunto pode estar muito ligado ao luxo renascentista, à ostensão das monarquias e, puxando para o barroco, às igrejas carregadas de ouro. Minas Gerais é o estado em que esse tipo de luxo é melhor exposto, se tornando patrimônio cultural e foco de estudos históricos.

Mas, voltando ao Renascimento, sua era foi uma época muito opulenta – e a riqueza de suas roupas, mobiliário e arte eram instrumentos de prestígio da elite social. É nesse momento do tempo que surge o luxo moderno na arte e na moda.

Com a revolução industrial, que proporciona acesso mais democrático a estes objetos, mesmo que em réplicas e produção em série, o luxo vai sendo ressignificado e perde um pouco a exacerbação do consumismo e da riqueza exterior. Ele passa a se relacionar, também, ao bem-estar e ao sucesso de uma vida prática e funcional.

No luxo moderno, o artesanato volta a ter espaço como item de desejo e representa singularidade e excelência. Em alguns casos, como nas peças feitas à mão, começa a retomar seu valor social, agregando atributos que trazem valor estético aos seus objetos.

Aqui no blog, inclusive, já falamos sobre o movimento de moda slow fashion, que é um desdobramento desta valorização do artesanato e a percepção de que devemos dar preferência às marcas que estão engajadas em promover uma consciência ambiental, produzindo moda sustentável. Se ainda não leu, clique aqui e confira também dicas de como estar antenada com estas questões que são importantes na discussão sobre o luxo na moda.

Porque, aliás…

… luxo não anda de mãos dadas com culpa

Nos dias atuais o mercado de luxo tem assumido uma nova proposta. Ele mantém o aspecto de materialização do êxito social e continua voltado para o que é belo e exclusivo, também agrega valores a seu consumo, como a preocupação com a agressão ao meio ambiente e sobre a consciência de consumo.

Marcas de luxo se estabelecem no mercado por possuírem qualidade e excelência superiores às marcas comerciais.

Na indústria da moda, por exemplo, os tecidos, tingimentos, trabalhos manuais e durabilidade são características intrínsecas aos produtos de marcas de luxo. Consumir estes produtos não é ostentação, é investimento. São peças e acessórios que duram gerações, passam a ser consideradas vintage depois de certo tempo e seguem firmes em seu legado de classe e sofisticação.

Algumas peças de roupa podem ser consideradas, inclusive, verdadeiras obras de arte.

Esta mudança de paradigma deixa claro que vivemos em um tempo em que é nosso dever ter consciência dos processos de produção, do valor monetário que pagamos e do alto padrão dos serviços que consumimos e estimulamos.

A experiência atual proporcionada pelo luxo é prazerosa, desperta sensações de merecimento e é, por si só, valiosa.

Como diz Glória Kalil:

“Nada é mais luxuoso do que a gente se sentir confortável, bem, adequado em todo o tipo de situação: profissional, familiar, social; estar em paz com a sua vida, com a sua atuação e as suas escolhas”. (Glória Kalil)

E nós?

Nós, da Eamei, estamos comprometidos em fornecer a você produtos e informação de moda da mais alta qualidade. Isso é para você usar a moda para expressar sua individualidade, sobre quem você é e tudo aquilo que ainda sonha ser.

Nossa missão é te garantir uma experiência única, oferecendo produtos diferenciados que seguem as tendências de moda e irão realizar todos os seus desejos fashion.

Afinal, realizar seus desejos, esteja ele em uma experiência de viagem, ascensão profissional ou compra de acessório ou roupa de luxo, é um direito autêntico. Nós já dissemos sim para os nossos sonhos e você?